Sapatonline

sexta-feira, 21 de agosto de 2009



Entre um feed e outro, eu li vários posts sobre a Sapatonline. Várias blogueiras falando maravilhosamente dessa loja virtual, que é ótima, linda, com preços excelentes e blá blá blá whisckas sachet.

Curiosidade mata? Nunca vou saber, pois não consigo segurar a minha. Fui na bendita loja virtual e me deparei com este cenário:
Uma ampla gama de calçados bonitos, que parecem realmente ter bom acabamento, durabilidade, resistência e, aparentemente, conforto (porque esse a gente pressupõe em compra pela internet e só comprova quando o produto chega). Mas, só eu notei o preço? Eu li várias pessoas escrevendo na blogosfera: PREÇOS EXCELENTES ou PREÇOS ACESSÍVEIS. Eu garimpei bastante para encontrar um rasteirinha com um preço bom (R$29,90). O resto dos sapatos está nas casa dos R$99,90. Você encontra também algumas peças entre R$66,50 e R$ 89,90. Só que, uma rasteirinha ou uma sapatilha com um custo de R$ 99,90 não se encaixa no meu conceito de bom preço. Definitivamente. Então, pensei em algumas hipóteses:

a) Todas as mercadorias com preço bom e digno (leia-se por digno um preço condizente com a realidade, ou seja, um custo-benefício aceitável) já foram vendidas e eu cheguei tarde (embora tenha visitado o site mais por curiosidade porque não pretendia, nem pretendo, comprar nada até o fim deste mês).

b)
O preço não é acessível no meu ponto de vista, porque meu salário não condiz com um gasto de quase cem reais em apenas um par de sapatos.

c)
Eu sou uma pessoa extremamente racional no tocante à minha decisão de compra, uma vez que eu sempre, sempre, sempre, sempre penso no custo-benefício ( já agia assim mesmo antes da primeira aula de marketing e de conhecer o conceito de custo-benefício).

d)
Eu sou pão-dura, mão-de-vaca, muquirana ou o termo que você preferir.

e)
Todas as alternativas estão corretas.

Minhas conclusões:

Se você não precisa utilizar o cartão de crédito para comprar um sapato de R$99,90 porque isso para você é trocado, você ganha muito bem para sustentar esse luxo, VÁ EM FRENTE pois esta é a loja para você matar suas amigas peruas de inveja.

Se você torra mesmo o limite do cartão de crédito, estoura a conta bancária sem a menor culpa, vive pendurado no cheque especial mas, prefere viver assim e ter absolutamente tudo o que acha bonito independente do preço, SE JOGA, Becky Bloom.

Se você não ganha rios de dinheiro, tem muitas contas para pagar e não quer se endividar por causa de um calçado, ainda que fosse um Cristian Loubotin ou qualquer outra marca cara, ou que o tal sapato fosse banhado a ouro e cravejado de diamantes, você não pagaria esse preço por ele, NÃO perca seu tempo acessando o site.

Noossa, às vezes me acho tão extremamente realista, que dói. Fazer o que se sou a super sincera!


Share/Save/Bookmark

3 telhas:

Ana Dell' Aquila disse...

Eu já começo dizendo que não acho muito viável comprar sapato pela internet, acho que sapato varia tanto de forma, que você tem que experimentar!

O unico sapato que pago 100 conto, e mesmo assim chorando, é tênis, mas acho que tênis tem que ser bom, não os de 150 pra cima, que fique claro, pq isso tmb não pago! Mas uso tênis todos os dias... então... é um custo beneficio.

Agora, pagar 100, 70... em sandálias, sapato, e etc... ai... me dói...

Natie disse...

Eu também acho inviável comprar sapato pela internet. Até roupa é meio inviável para mim porque eu sou falsa magra.

Às vezes, experimento algo achando que vai cair super bem e não fica.E sapato nunca comprei pela internet, mas se você vê um preço bom, que a mãozinha coça, coça.

Ana Dell' Aquila disse...

Hahaha... e como coça... coisa bonita e barata faz minha carteira estremecer dentro da bolsa!!

Related Posts with Thumbnails