Feriado, chuva e blá, blá, blá

quinta-feira, 11 de junho de 2009



Se eu tivesse uma flor para cada momento que você me fez sorrir,
eu teria um jardim para caminhar por toda eternidade.

Hoje eu tive folga. E por um maravilhoso milagre na escala do P.A., ele também. Porque é um milagre a escala dele bater com as folgas da minha. Mas, acaba por aí. O plano era sair, espairecer. Contudo, como diria Cristal, a vida é uma caixinha de supresas Joseph Climber. Ele tinha que sair daqui umas 18:00H porque Oi? ele mora em outra cidade lembra? E le ainda me chega atrasado. Falou que ia estar aqui 11:00H e chega 13:00H. Eu odeio atrasos, eles me irritam. Então, para gastar toda a energia que me faria ficar emburrada ou brigar com ele, vou fazer faxina. Pois é, não tentem entender. Quando eu fico brava, para não brigar com as pessoas desconto na vassoura. Dá certo. Pulemos para a parte interessante, ele chegou e eu no meio da faxina fui falar com ele uns 10 minutos depois. Ainda não tinha gastado energia o suficiente.

Depois de aplacada a minha fúria nos momentos Amélia, eu fui falar com ele, que me encheu de beijinhos e mimimis. Ele é calmo, muito calmo, extramamente calmo. E paciente. Eu ainda estava com a cara emburrada. Porém, ele pacientemente ficou mimando a minha pessoa até eu perdoar o atraso e começar a rir. Ele tem o dom de acalmar a fera aqui. Ele consegue. Não sei que magnetismo é esse que afasta minha raiva.

Passados estes acontecimentos, fomos almoçar. E os planos para sair? Foram por água abaixo, com a chuva torrencial que se seguiu após o almoço. Ficamos em casa. Fiz uma torta. Ficamos abraçadinhos conversando, vendo aleatoriedades na net. Depois que a chuva passou, fomos ao supermercado comprar creme de leite para acompanhar a torta. Comemos a torta e ele se foi. O dia foi bom, leve, feliz, terno.

Mas, amanhã é dia dos namorados. E nós vamos trabalhar. Ou seja, não vamos nos ver. Ter namorado e no dia dos namorados estar sozinha? Estou com a leve impressão de que amanhã meu dia será um tanto boring. Ok, eu sou uma pessoa emotiva, admito. Mais até do que eu gostaria. Fazer, o que? Viver cada momento da vida e se deliciar com as pequenas delicadezas, gentilezas, demonstrações de carinho, que embora pareçam pequenas e singelas, fazem toda a diferença. Fazem a vida ter sentido e valer a pena.


Share/Save/Bookmark

2 telhas:

Ana Dell' Aquila disse...

Seria ótimo se eu pegasse a vassoura cada vez que eu ficasse nervosa... minha casa ía VIVER limpa.... *rs

Natie disse...

Pois é, a vassoura e eu damos super certo nessas horas. Eu só prefiro ficar longe da cozinha senão tenho que comprar um jogo de pratos novos,hauhauahuahua. Bjooo.

Related Posts with Thumbnails