O lado negro da froça

sexta-feira, 8 de julho de 2011



Eu sempre prometo parar com os desabafos aqui no blog, mas, vira e mexe a tensão aparece. O pavio encurta, a bomba explode, a paciência acaba. E eu acabo por escrever minhas linhas manchadas de fúria. Quase Sempre tem a ver com o trabalho.
Esta semana um cliente virou para mim e disse: "Natalie, pára de querer mudar o mundo. Pára de querer carregar o mundo na costas. Você só vai se sobrecarregar e se frustrar."  E por que ele me disse isso? Simples. Porque eu não consigo ver um cliente em prejuízo e falando mal da empresa por conta de um erro de um colega de trabalho. Contudo, levo eu o erro ao meu colega para que o mesmo  conserte? Não, eu abraço a causa do cliente com as minha próprias mãos, e resolvo porque sei, pois conheço as pessoas com quem trabalho há cinco longos e patéticos anos, e sei que não consertarão o erro, vão empurrar com a barriga e a bola de neve vai crescer. E para que? Para receber em troca muita falta de respeito. Quer saber onde entrar a falta de respeito? Eu vou explicar.
Eu trabalho com algumas pessoas falsas e outras extremamente folgadas, o dono da empresa conhece e sabe quem são e o quanto as tais pessoas são folgadas. Ele já me deu várias provas disso, de que ele conhece a fundo todos os seus funcionários. Sinceramente se eu sou dona de uma empresa e descubro que o meu funcionário é um parasita, que faz corpo mole e semeia a discórdia eu mando o cara embora na mesma hora. E se, meu patrão sabe que outro funcionário tenta me sobrecarregar para se dar bem, ele está sendo conivente com o meu stress e demonstrando total falta de respeito a  mim como pessoa. Porque eu me importo em preservar a porcaria do nome que ele construiu nestes 25 anos de empresa. Mas parece que nem ele está se importando com a reputação do seu estabelecimento.
Eu tenho cinco anos de empresa e desde que comecei aqui como estagiária até hoje eu sempre dou o meu melhor. E para que? Para ganhar menos do que um parasita fofoqueiro. Para sair cansada e esgotada enquanto o parasita sai rindo e puxando o tapete de todo mundo. Eu sou e sempre fui uma pessoa espontânea e alegre. Nunca fui de perder o humor com facilidade. Porém, em meu ambiente de trabalho, até Poliana vira uma bruxa má e recalcada. E digo isso com propriedade porque as poucas pessoas nesta empresa que pensam e  agem como eu estão no mesmo barco e também se sentem assim.
Enfim, para resumir esta trágica ópera, nada como uma comparação um tanto nerd. É como se, ao adentrar na empresa, Darth Wader ficasse o dia todo do seu lado controlando o seu humor. Você fica tão chato que se torna irreconhecível até para você. Parabéns, o seu emprego acaba de te transportar para o lado negro da força.


Share/Save/Bookmark

2 telhas:

O Impenetrável disse...

desabafos são sempre válidos, ajudam a clarear as ideias ate mesmo enqto vc escreve e exorciza as merdinhas da vida.

O Impenetrável disse...

ah, e ja sigo o blog. rs

Related Posts with Thumbnails