Variedades

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009



Depois de ótimas notícias na sexta e um fim de semana perfeito em família, é claro que teríamos uma segunda-feira atípica. Início de mês sempre há mil coisas e relatórios para fazer, lançar e conferir (Velocidade Máxima: mode ON).
Matriz e filiais. Todo mundo no skype ao mesmo tempo agora, passando informações sobre atualização da frota, taxas estaduais e por aí vai. Mil janelas abertas na sua tela e você manda uma mensagem na janela errada. E opa, cai na janela do seu patrão. Mostrar a língua para o patrão pode? Acho que não. Ainda bem que o humor dele está razoável hoje. Porque este emoticon não era para ele. Situação esclarecida vamos em frente.
Descobri que não vou ter mais assitente. Meu patrão voltou atráS? Não. A (quase) contratada não quer mais. Veio aqui na sexta, foi apresentada a todos os funcionários como a nova integrante do departamento financeiro e não apareceu.
08:00
08:15
08:20 e nada.
Ligamos e ouvimos um: Obrigada pela oportunidade, mas não vou trabalhar com vocês. Ok, o salário inicial não é o dos sonhos de ninguém. R$ 500,00. Mas, ela tem 30 anos e mora com os pais. A distância da casa dela para a empresa é uma quadra. E o patrão não é dos piores. Não é perfeito. Mas, se você falar que precisa sair mais cedo amanhã ou chegar mais tarde porque tem uma consulta médica. Pode, ele nem liga. Só quer o serviço bem feito e todos os relatórios no prazo correto. E além do mais: Oi amiga, o mercado está em crise lembra? As empresas estão cortando funcionários, pelo menos a maioria.
Mas, nem to ligando. Nadinha neste mundo vai estragar o meu humor. Pronto falei. E uma vez que decidi isso. Publique-se e cumpra-se.

Agora, fugindo completamente do assunto. É tão pefeito você ver uma criança de três meses deitadinha, acordando querendo chorar. Daí você pega ela no colo, ela encosta a cabeça no seu peito escuta seu coração e dorme de novo. Isso aconteceu com meu primo de 2° grau no sábado. Ele tem três meses, minha prima (mãe dele) estava fazendo chapinha e não podia pegá-lo no colo. eu peguei. A melhor sensação do mundo. Quando encostei a cabeça dele no meu peito, ele abriu os olhinhos e ficou assim vidrado, ouvindo o meu coração e adormeceu de novo. Esse pequenos momentos fazem a vida valer a pena. (Meiguice: mode ON)

Oh céus cade minha metade irônica?


Share/Save/Bookmark

2 telhas:

Ana Dell' Aquila disse...

Oii!! Fala sério, emprego de 500 conto tá tão dificil de encontrar, mas acho que ninguém avisou pra moça... pode ter certeza que logo encontram outra!

Eba! 2ª Feira alto astral é o que importa!!

Beijokinhas

Anônimo disse...

Comentário 2 em 1 primeiro pelo emoctin de lingua p/ patrão hauahuahuahuahuahuahua imagina a cara do pelocito (alguns o chamam carinhosamente assim)qdo sua MINA DO FINACEIRO (a lá seu Jorge e sua mina do condominio)lhe enviou um belo e sapeca =P Huahuahuahuahua ai...vc se superou nessa.
Qto ao petitiquinho eu to meio materna ultimamente se eu tivesse um sobrinho tuuuudo seria diferente mais ngm coopera lá em casa e eu tmb não to nessa vibe toda hauahuahuahuahua. Mais impagavél foi essa historia da "nova contratada".
Jéssica =*

Related Posts with Thumbnails